Arquivo da tag: serra grande

Mestrandos levantam sonhos da juventude de Serra Grande

Ao longo desta semana, a 5ª Turma Extra-Campus do Mestrado Profissional em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável da ESCAS (Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade) está trabalhando na elaboração de um relatório sobre planos e perspectivas da juventude de Serra Grande, distrito de Uruçuca, no sul da Bahia. O material é produto da disciplina “Resolução de Desafios”, a última da grade curricular.

escas_5_turma_1

“Esta disciplina coroa todo o percurso traçado pelo curso, que enfatiza o caráter participativo”, afirma a coordenadora do mestrado, Cristina Saddy Martins. “O desafio, aqui, é identificar uma questão social que demanda soluções e encontrar alguns caminhos possíveis. Para isso, acionamos dois parceiros locais, o Instituto Arapyaú e o Instituto Floresta Viva, e chegamos à temática da juventude.”

escas_5_turma_3Uma vez escolhido o tema, coube aos professores coordenadores da disciplina, Paulo De Marco Jr. e Flávia Pereira Lima, ambos da Universidade Federal de Goiás, orientar os alunos nas etapas de elaboração da pesquisa a ser realizada junto a alunos do Ensino Médio – da discussão da metodologia ao desenho do formulário, passando pela análise do contexto regional. “O formulário foi aplicado na última terça-feira (2/8) e, até o fim desta semana, os mestrandos estarão dedicados à produção de um relatório, que reúna subsídios para que os parceiros possam, futuramente, desenvolver projetos e iniciativas voltadas para aquele público”, explica Cristina.

A ESCAS é vinculada ao IPÊ (Instituto de Pesquisas Ecológicas) e oferece o mestrado profissional em Nazaré Paulista, interior de São Paulo, e em Serra Grande, onde tem como parceiros Instituto Arapyaú, Veracel e Fibria.

Fotos Cristiana Saddy Martins

ENCONTRO RESGATA SONHO DE NOVA ESCOLA

Na última quarta-feira (11/11), o Arapyaú realizou um encontro com a comunidade, resgatando o sonho do projeto de uma nova escola pública em Serra Grande (BA). Além de um bate-papo com alunos, famílias e lideranças da comunidade, foi apresentado um vídeo com depoimentos de moradores e professores que participaram da concepção do projeto. Uma maquete da nova escola foi apresentada, e ficará em exibição na praça da cidade.

Bárbara Vasconcelos, do Arapyaú na Bahia, participou de todo o processo. Primeiro como parceira, e agora como integrante da equipe do instituto. E relata, abaixo, o encontro.

“O Instituto Arapyaú, a partir de 2012, atuou juntamente com outros parceiros nas discussões e mobilização da comunidade sobre a necessidade de escolas públicas de educação básica para a Vila de Serra Grande, mais adequadas ao número de estudantes, com qualificação nos processos de aprendizagem e otimização da condição de trabalho dos professores.

Toda a riqueza de informações, sonhos e desejos registrados durante essa trajetória foram sistematizados numa cronologia didática, apresentada num documentário, que possibilitasse à comunidade envolvida a compreensão e reflexão do processo, decidindo com participação e maturidade quais caminhos devem ser trilhados para a materialização desse sonho.

No último dia 11 de novembro deste ano, realizamos uma reunião com a comunidade escolar para a apresentação do documentário e da maquete do projeto de arquitetura e engenharia, que contemplou os desejos e solicitações levantados em 2012. Todo o processo de planejamento e mobilização dessa atividade foi conduzido por uma equipe local, que envolveu professores, jovens e profissionais da área de comunicação.

A presença dos estudantes foi surpreendente. Assistiram ao documentário educandos das Escolas Municipais Eva Santos, Eliés Haum e egressos do Colégio Estadual Osvaldo Cruz. Foi excepcional a participação de educandos com diferentes idades, da educação infantil ao ensino médio, além da essencial e importante contribuição dos educadores.

Após a apresentação do documentário, visitação à exposição da maquete e de desenhos da proposta física da Nova Escola, realizamos uma roda de conversa para que cada pessoa presente pudesse esclarecer suas dúvidas e expressar seus sentimentos e opiniões e para saber se o desejo de materializar uma nova escola em Serra Grande ainda estava latente no coração de cada um.

Alunos, famílias e lideranças na reunião sobre a nova escola

Alunos, famílias e lideranças na reunião sobre a nova escola

Ainda serão realizadas quatro reuniões com a mesma metodologia nos núcleos comunitários-chave de Serra Grande, além de uma apresentação no departamento de Educação da Universidade Estadual de Santa Cruz.”

OPORTUNIDADE DE ESTÁGIO ADMINISTRATIVO – PROGRAMA BAHIA

Esta é para quem é estudante na Bahia: Estagiário do Programa Bahia.

Principais atribuições:

  • Auxiliar nas atividades operacionais e administrativas da sede do Arapyaú na Bahia.
  • Recepcionar parceiros e membros da comunidade interessados nas atividades do Arapyaú, explicando as linhas de atuação e projetos apoiados pelo Instituto.
  • Desenvolver pesquisas nos temas de interesse do Arapyaú no Sul da Bahia.
  • Relacionamento com fornecedores
  • Realizar de cotações de preço
  • Pagamento de contas
  • Elaborar planilhas financeiras

Requisitos

  • Estar cursando graduação em administração, economia ou áreas afins. É desejável que  estudante já tenha concluído os primeiros dois anos do curso de graduação.
  • Boa redação e domínio da língua Portuguesa e Inglesa
  • Facilidade de comunicação oral e escrita, com públicos internos e externos
  • Raciocínio analítico
  • Iniciativa, senso de responsabilidade e capacidade de tomar decisões
  • Facilidade para trabalhar em equipe
  • Domínio do pacote Office
  • Interesse pela área socioambiental
  • Comprometimento e motivação
  • Capacidade para definição de problemas e proposição de soluções.
  • Residir em Uruçuca, Ilhéus ou Itacaré

Condições de trabalho:

  • Local: Distrito de Serra Grande, em Uruçuca – BA
  • O Arapyaú oferece Auxílio Estágio compatível com o mercado, auxílio-transporte, vale alimentação e seguro de vida.
  • Jornada de estágio de 6 horas diárias: 8h30 às 15h30, com uma hora de almoço

Processo de seleção:

  • Os interessados deverão enviar curriculum vitae e carta de apresentação para o e-mail amandacs@fieb.org.br até 25/08.
  • Após análise dos documentos enviados, os candidatos selecionados serão convidados a participar de uma entrevista individual.

Aos interessados, boa sorte!

Fundo comunitário é lançado em Serra Grande

Taboa2

Na sexta-feira da semana retrasada (dia 10/4), ocorreu, na Bahia, a festa de lançamento da Tabôa – Fortalecimento Comunitário. O evento foi na Represa de Serra Grande e contou com a presença de toda comunidade, parceiros (Sebrae e IF Baiano) e financiadores, representados por Marcelo Furtado, do Arapyaú, e Branca Vianna Moreira Salles.

Além de festa, foi dia também da Tabôa apresentar seu conselho de administração, composto por membros da comunidade e dos apoiadores, a equipe executiva e o comitê comunitário. Atrações culturais, como o Grupo de Percussão Levada da Serra, Banda Revelação da Serra e Marlon Moreira & Banda, também se apresentaram na represa. Mais de pessoas se inscreveram para os cursos promovidos pela Tabôa que vão começar em abril.

Todo resíduo sólido gerado pela festa foi reciclado em parceria com o projeto Riqueza do Lixo, incentivando a educação ambiental.

Tabôa – Fortalecimento Comunitário

A Tabôa é uma agência de fomento a iniciativas de base comunitária e empreendimentos econômicos, que valoriza a cultura local e a diversidade e contribui para a geração de prosperidade e qualidade de vida.

O propósito principal é fortalecer comunidades e regiões, estimulando a realização de sonhos individuais e coletivos, a valorização do ser humano e inicia sua atuação em Serra Grande, Uruçuca, Bahia. A iniciativa conta com o apoio do Instituto Arapyaú, Banco Mundial e de João e Branca Moreira Salles.

Confira algumas fotos da festa de lançamento:

reuniao6

 

reuniao4

 

percussao

 

crianças2

 

banda pessoas2 reuniao8

Circo-escola cresce na Bahia

circo escola

Como já contamos outras vezes, temos, no sul da Bahia, um trabalho que cresce e nos inspira cada vez. Um dos projetos que o Arapyaú apoia em Serra Grande é o Circo da Lua. Há mais de um ano, todo último domingo do mês, a companhia Circo da Lua oferece o espetáculo Domingo no Circo!, que reúne varias disciplinas circenses, números de palhaço, música ao vivo e diferentes interações com o público.

A semana passada, porém, foi especial: os alunos fizeram duas apresentações da peça O Cordel da Floresta e gostaríamos de mostrar um pouco deles por aqui.

circo lua

O projeto Circo-Escola do Circo da Lua em Serra Grande iniciou suas atividades em agosto de 2013 e seu objetivo é criar oportunidades para potencializar as capacidades de crianças, adolescentes e adultos através de ações socioeducativas e culturais, a fim de favorecer o autodesenvolvimento e o acesso à arte, principalmente música, teatro e circo.

circo lua2

A partir de agosto de 2014, o circo começou a desenvolver uma parceria mais estreita com a Escola Municipal Eliés Haun com o objetivo de ampliar sua atuação com crianças e jovens da comunidade e as apresentações artísticas mensais que promovem para os moradores da Vila e entorno, e também realizar intervenções artísticas em sala de aula e nos eventos escolares, de acordo com um cronograma definido com a coordenação pedagógica da escola.

circo lua3

O ano foi muito frutífero e os belos resultados puderam ser conferidos nas duas apresentações da peça O Cordel da Floresta, escrita e protagonizada pelos professores Ivana, Mateo e Renato e quase 40 atores-mirins!

circo lua 4

Parabéns ao Circo da Lua e desejamos que o trabalho continue se fortalecendo em 2015!

Time Completo

A equipe do Arapyaú está completa! Desde novembro do ano passado, com a chegada de Marcelo Furtado ao Instituto e a elaboração de uma nova estratégia – voltada ao apoio a iniciativas transformadoras nas áreas de conhecimento, mobilização e lideranças – o escritório foi ficando, pouco a pouco, mais cheio. São agora 14 pessoas em São Paulo e no sul da Bahia. Em 2014, dois grandes processos de seleção aconteceram e sete novas pessoas passaram a fazer parte do time. Conheça todos que trabalham no Arapyaú: OLYMPUS DIGITAL CAMERA Alexandre Prado se formou em Turismo na Universidade de São Paulo, em 1997 e agora é doutorando no Programa de Ciências Ambientais (USP). Tem experiência na área de planejamento público, políticas ambientais e negócios sustentáveis. Casado, com três filhos, é gerente do Programa Bahia do Instituto Arapyaú desde novembro de 2011.

Cristina Leal Ferreira é de Salvador e graduada em Ciências Econômicas pela UFRJ. Especializou-se em Educação para Sustentabilidade no Schumacher College (Inglaterra), em 2008, e hoje é mestranda da Escas. Trabalhou por dez anos na Amana-Key, com programas de Educação em Gestão. Em 2008, mudou-se para Uruçuca (BA) onde, desde sua chegada, vinha colaborando com iniciativas educativas na região. Lá, trabalha voltada para educação e engajamento da comunidade.

Cynthia Rosenburg, responsável por Comunicação e Redes, tem 38 anos e é de Minas Gerais, onde se formou em Jornalismo pela PUC. Fez carreira como editora de sustentabilidade em revistas de negócios, como Exame e Época Negócios. Integrou a primeira equipe do Arapyaú (de 2009 a 2011). Depois foi consultora do instituto e voltou ao time em abril deste ano, depois do nascimento do segundo filho, Bernardo, hoje com dez meses. É mãe também do Frederico, de 4 anos.

Érica Dias cuida do administrativo e financeiro no Arapyaú. Tem 29 anos e fez Secretariado Executivo Bilíngue pela Universidade Ítalo Brasileira e pós-graduação em Gestão Financeira pela Universidade de Santos Amaro – Unisa. Desde março, é o primeiro sorriso que se vê ao chegar no Arapyaú.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Evelyn Araripe é responsável pelas redes do Arapyaú. Aos 29 anos, é jornalista formada na Universidade Metodista de Piracicaba e especialista em educação ambiental pelo Senac e em desenvolvimento juvenil pelo The Commowealth Youth Programme. Está envolvida com diversos coletivos e grupos que pensam a mobilização urbana. Foi assessora de comunicação da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo e educomunicadora da ONG Viração.

Gisela Cordeiro se formou em Economia na USP, em 1991. De lá pra cá, dedicou dez anos da carreira às empresas privadas (já esteve na Unilever, Mastercard e Riachuelo, por exemplo) e desde 2006 trabalha com consultoria para o terceiro setor. Acaba de voltar de uma viagem à China, Taiwan e Dubai morrendo de saudades dos seus três filhos.

Julia Pereira, geógrafa formada pela USP e mestre em Liderança Estratégica para Sustentabilidade pelo Blekinge Institute of Technolody (Suécia), assumiu a gerência de Lideranças em junho. Nos últimos anos, Julia atuou como membro associada da Proaction Learning, consultoria focada na capacitação de lideranças e gestão de participativa, estratégica e de inovação.

Juliano Mendonça possui graduação em Geografia (USP), Gestão Ambiental (Senac) e especialização em Gestão da Sustentabilidade (FGV). Atuou como consultor no licenciamento de grandes obras e analista no Instituto Akatu. Paulistano, mudou-se em 2012 com a mulher e as duas filhas para Serra Grande (BA). É responsável pela articulação de iniciativas nas áreas de meio ambiente, economia criativa e políticas públicas pelo Programa Bahia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Mafoane Odara, psicóloga formada pela USP, com mestrado em psicologia social e especializada em processos de formação, chega para liderar a área de Mobilização. Mafoane atuou, nos últimos sete anos, na coordenação da área de juventude da Ashoka Brasil, onde ajudou a expandir a plataforma de inovações para a juventude. Além disso, é integrante da rede de líderes políticos da RAPS (Rede de Ação Política pela Sustentabilidade) desde 2012.

Marcelo Furtado chegou em novembro de 2013 para dirigir o Arapyaú. Engenheiro químico, mestre em energia pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, ex-aluno da Yale University e do Yale World Fellowship (programa de formação de lideranças globais), Furtado liderou campanhas do Greenpeace decisivas para conquistas ambientais históricas no país.

Milena Emilião saiu das redações e aterrizou na comunicação do instituto com o objetivo de colocar perguntas na cabeça de todo mundo. Com experiência na área cultural e educação, trabalhou na VejaFolha de S.Paulo e Veja SP. É formada em jornalismo na Universidade Federal do Paraná e tem mestrado em Comunicação e Semiótica na PUC-SP.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Paulo Sena cuida do administrativo e financeira do Arapyaú há quatro anos, dando suporte as áreas estratégicas do Instituto na elaboração de contratos e relatórios. Paulista, se formou em Economia, tem pós-graduação em Gestão Financeira e um filhinho de dois meses, o Pedro.

Ricardo Gomes – O novo analista sênior do Programa Bahia, chega para coordenar a participação do Arapyaú em projetos com foco em cadeias produtivas regionais. Natural de Salvador e residente em Ilhéus há 36 anos, Ricardo é graduado em Engenharia Agronômica pela Universidade Estadual de Santa Cruz, com ênfase em Agroecologia. Além disso, é mestrando da Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade (Escas).

Thaís Ferraz é graduada em Ciências Biológicas pela Unicamp e pós-graduada em gestão socioambiental pela FIA (USP). Ela assume a gerência da área de conhecimento. Nos últimos oito anos, Thaís trabalhou na Natura, onde teve experiências nas áreas de sustentabilidade, negócios e inovação.