Programação: PARTICIPAÇÃO PARA CIDADES SUSTENTÁVEIS

Veja aqui a programação completa do evento organizado pelo Instituto Arapyaú e pelo Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getulio Vargas (GVces), realizado no dia 21 de agosto, das 14h às 18h, no Salão Nobre da FGV (av. 9 de julho, 2029, 4º andar, São Paulo – SP).

PARTICIPAÇÃO PARA CIDADES SUSTENTÁVEIS

Agenda do dia

14:00 |Abertura

Mario Monzoni, GVces: Participação social na busca pela sustentabilidade urbana

Rodrigo Agostinho, Instituto Arapyaú: O olhar para cidades e territórios sustentáveis

14:30 |  Agendas municipais: a participação como meio para o desenvolvimento de capacidades locais e de políticas públicas efetivas

O olhar da participação em agendas municipais como meio para o desenvolvimento de capacidades locais e de políticas públicas efetivas, apresentando as experiências de construção de planos de visão de futuro em Sobral – CE (Sobral de Futuro) e Três Lagoas – MS (Três Lagoas Sustentável), e outros exemplos de coprodução de políticas públicas locais no Brasil.

  • Paula Schommer – Professora de Administração Pública na Universidade do Estado de Santa Catarina, onde lidera o grupo de pesquisa Politeia – Coprodução do Bem Público: Accountability e Gestão. É membro do conselho da Sociedade Internacional de Pesquisa sobre Terceiro Setor (International Society for Third-Sector Research, ISTR). Entre seus temas de interesse de estudo, estão a coprodução do bem público, accountability, governança, gestão pública, gestão social, desenvolvimento socioterritorial e investimento social privado.
  • Romualdo Teixeira – Produtor cultural, Conselheiro da Juventude de Sobral e Coordenador Executivo do grupo gestor do Plano Sobral de Futuro. Desde de 2012 coordena o Coletivo Ocuparte, que atua em Sobral com projetos sócioculturais que visam a ocupação dos espaços públicos com arte, cultura, educação e economia criativa. Foi vice-presidente do Conselho de Política Cultural de Sobral (2014-2016), contribuindo para a aprovação da lei do Sistema Municipal de Cultura do referido município.
  • Luis Henrique Campos  – Coordenador do Programa de Apoio à Gestão Pública do Instituto Votorantim. É mestre em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas, tem cinco anos de experiência no terceiro setor e três anos de atuação na gestão pública municipal.

Debate com mediação de Sérgio Andrade – Cientista político, mestre em gestão pública pela FGV e fundador da Agenda Pública e Escola de Políticas Públicas. Recebeu o Prêmio Empreendedor Social pela Folha de S.Paulo, em 2015, e foi eleito Empreendedor Social da América Latina pelo Fórum Econômico Mundial e Fundação Schwab, em 2016. Tem 15 anos de experiência de atuação tanto no setor público quanto no privado.

16:00 | Territórios de protagonismo da sociedade civil: desafios para engajamento e estratégias de diálogo com políticas públicas

A abordagem territorial de agendas e os desafios para integração com políticas públicas em diferentes escalas. Serão apresentadas experiências da Casa Fluminense com a Agenda Rio 2017, e da Fundação Tide Setúbal com o Plano de Bairro Jardim Lapenna, e modelos de governança territorial com ênfase nas especificidades de mobilização, disponibilidade e disseminação de informação e a busca de influência nas políticas públicas.

  • Gabriela de Brelàz  – Professora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), na Escola Paulista de Política, Economia e Negócios (Eppen). Possui pesquisa sobre as organizações da sociedade civil e a sua influência em políticas públicas, comparando Brasil e Estados Unidos; e sobre o processo de institucionalização da participação social na Câmara Municipal de São Paulo, analisando as audiências públicas do orçamento entre 1990 e 2010. Atualmente seus interesses de estudo se voltam a organizações da sociedade civil, orçamento público, controle social, governo aberto, participação e uso de Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs).
  • Henrique Silveira – Coordenador executivo da Casa Fluminense, um espaço permanente para o debate e a construção de políticas públicas no Rio de Janeiro. Trabalhou como analista de responsabilidade social do SESC-Rio, no Instituto Pereira Passos como Gestor Local do Programa UPP Social, e no IBGE, como supervisor no Censo 2010.
  • Paula Galeano – Superintendente, desde 2010, da Fundação Tide Setúbal, organização que fomenta iniciativas de promoção da justiça social e do desenvolvimento sustentável de periferias urbanas, e de enfrentamento das desigualdades socioespaciais das grandes cidades. Foi gestora de programas sociais no Ministério da Saúde e da Educação, Secretária Adjunta de Assistência e Desenvolvimento Social da Cidade de São Paulo de 2005 a 2008, e atuou na implantação do Sistema Único de Assistência Social.

Debate com mediação de Daniela Gomes – Coordenadora do Programa de Desenvolvimento Local do GVces e responsável pela coordenação técnica da pesquisa “Construindo a participação e agendas para cidades sustentáveis”, em parceria com o Instituto Arapyaú. Coordenou o último Relatório de Desenvolvimento Humano do PNUD no Brasil. É mestre em desenvolvimento e meio ambiente pela London School of Economics and Political Science, Reino Unido.

17:30 | Encerramento

Postar Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>